A Mulher Samaritana

Como vemos no exemplo da Mulher Samaritana em João 4, são nossas decisões e não nossas intenções que trarão mudança, ela DECIDIU seguir Jesus.

Ter a boa intenção de ir na igreja, de pedir perdão a alguém, de dar um prato de comida ao necessitado, de ser um marido melhor e etc e etc, é muito bom; mas nada mudará se você não sair da “intenção” para a “decisão” e depois para a “persistência nesta decisão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *